Curso de DESIGN CÊNICO

Atualizado: 4 de Jul de 2019

A Cenografia, o Figurino e a Iluminação ao Longo dos Tempos com Carlos Ramiro Fensterseifer e Nara Lucia Maia.


O curso abordará a evolução do design cênico (cenografia, figurino e iluminação) ao longo da história, desenvolvendo uma base de conhecimento sobre a área aos alunos, para depois realizarmos aulas criativas, práticas e técnicas de iluminação e figurino.


O projeto final do curso será a criação e produção de figurinos, objetos de cena, cenário e iluminação do espetáculo da turma do FORMAÇÃO DE ATORES 02 / 2018 da Casa de Teatro de Porto Alegre.

05 de maio à 27 de outubro de 2018

sábados, das 10h às 13h + 40h de estágio no Teatro do Museu do Trabalho marcado de acordo com a disponibilidade da turma

Férias de inverno: 15 de julho a 03 de agosto de 2018 Feriados: 07, 08 e 09/set (feriadão) – 12, 13 e 14/out (feriadão) 22 encontros + estágio = 106h/aula


Faça sua inscrição online e GARANTA A SUA VAGA!

(parcele em até 10 x sem juros ou 18 vezes com juros no PagSeguro)


Ou entre em contato e solicite outras formas de pagamento:

(51) 3029.9292 ou 99255.8175 - contato@casadeteatropoa.com.br



CONTEÚDO PROGRAMÁTICO


1 – Apresentação dos professores, do plano de aulas e conceitos introdutórios.

2 – Pré-história e o Teatro Ritualístico.

3 – Período medieval: o drama litúrgico, o teatro profano e o teatro espanhol.

4 – Teatro Elizabetano e Shakespeare.

5 – A Commedia dell’Arte, as tragédias e as comédias francesas.

6 – O Balé e a Ópera.

7 – O Romantismo e o drama burguês.

8 – O Realismo: o drama de Wagner e o Teatro Libre.

9 – O Teatro de Arte de Moscou.

10 – Teatro Moderno: o Teatro do Absurdo e o Expressionismo.

11 – O Cinema de Meliès e o Dadaismo.

12 – O Teatro Realista: os americanos.

13 – O Teatro Dialético de Brecht e o Living Theatre.

14 – O Teatro Antropológico de Eugenio Barba e Jerzy Grotowski.

15 – O Teatro do Soleil, Peter Brook e Bob Wilson.

16 – Diretores nacionais: Gerald Thomas, Zé Celso e Antunes Filho.

17 – Cenógrafos nacionais: Cyro del Nero, Gianni Ratto, Daniela Thomas, Flávio de Carvalho, JC Seroni, Gringo Cardia, José Luiz Pederneiras.

18 – Iluminadores nacionais: Guilherme Bonfanti, Jorginho de Carvalho, Wagner Freire, Aurelio de Simoni, Domingos Quintiliano.


FIGURINO


19 – Conceitos e tipos de figurinos.

20 – Materiais e ergonomia: tecidos planos, malharia e não-tecidos.

21 – Materiais e ergonomia: acabamentos, aviamentos e texturas.

22 – Design de superfícies: teoria e prática.

23 – Metodologia de projeto de criação de um figurino.

24 – Proposta criativa de figurino.

25 – Continuação da proposta criativa de figurino.

26 – Apresentação das propostas de figurino.


ILUMINAÇÃO


27 – A Cor: fisiologia, psicologia e química.

28 – Equipamentos, ângulos e seus efeitos. Mesas de luz.

29 – Os efeitos de luz e de sombra (qualidade luminosa).

30 – Estilos de composição.

31 – Iluminação para o Teatro, para a Dança e para a Música: suas características.

32 – Exercício prático: criação e composição de ambiente cênico pela luz. Conceituação.

33 – Continuação do exercício prático. Planejamento.

34 – Continuação do exercício prático. Execução.

35 – Apresentação das composições de iluminação.


PROJETO DE DESIGN CÊNICO


36 – Apresentação do briefing do projeto de design cênico do final do curso. Metodologia do projeto final.

37 – Funcionalidade, ergonomia e antropometria na cenografia.

38 – Criação do projeto de design cênico. Estudo e escolha da linguagem.

39 – Continuação da criação do projeto de design cênico. Conceituação.

40 – Continuação da criação do projeto de design cênico.

41 – Estudo dos materiais do projeto de design cênico.

42 – Desenvolvimento das maquetes de cenografia.

43 – Apresentação das maquetes de cenografia.

44 – Entrega da metodologia e das maquetes para a produção do espetáculo. Finalização do curso e debate final.


CURRÍCULO DOS PROFESSORES:


Carlos Ramiro Fensterseifer - Ator, diretor e figurinista. Mestre em Ciências da Comunicação pela Unisinos, 2004, bacharel em Publicidade e Propaganda pela PUC/RS, 2000, e bacharel em Artes Cênicas com ênfase em Interpretação pela UFRGS, 2003. Trabalha há 10 anos na In.Co.Mo.De-Te (Inconformada Companhia de Moda, Design e Teatro), companhia formada por um grupo de artistas: atores, diretores, designers, iluminadores, musicistas, que trabalham com diferentes linguagens e juntos montam projetos baseados no trabalho do ator. Os aparatos cênicos, os textos, a condução da direção, todos esses elementos são escolhidos de modo a compor uma estética que realce a interpretação: a essência da proposta.


Alguns de seus espetáculos mais importantes como ator foram: “A Vida Dele” (2014/RS), texto de Michelle Ferreira e direção de Ramiro Silveira; “História de Amor (Últimos Capítulos)”, texto de Jean-Luc Lagarce, em processo de ensaios, direção de Ramiro Silveira; “O Gordo e o Magro vão para o céu” (2008/RS até hoje), texto de Paul Auster, direção de Liane Venturella e Nelson Diniz; “Mamãe foi pro Alaska” (2006/RS), adaptação do clássico “True West” de Sam Shepard, direção de Ramiro Silveira, indicado ao Prêmio Açorianos de Teatro 2006, na categoria de Melhor Ator; “Álbum do Desejo” (1999/RS), compilação de fragmentos de textos de Nelson Rodrigues, direção de Marco Fronchetti; “Galilei” (1998/SP), de Bertolt Brecht, direção de Cibele Forjaz; “Drácula e outros vampiros” (1996 a 1997/SP), direção de Antunes Filho no grupo Macunaíma; entre outros.


Trabalha há 15 anos na área de ensino superior para cursos de Design e Moda do Brasil. Alguns espetáculos que foi figurinista: “Movimentos sobre Rodas Paradas” (2016/RS); “Reality Final” (2014/SP), texto de Michelle Ferreira, montagem da Má Companhia Provoca; “A Vida Dele” (2014/RS); “O Rinoceronte, a Lua e o Tonel” (2014/SP), do Teatro Enlatado. Foi indicado à categoria de melhor figurino no Prêmio Açorianos pelos seus trabalhos.


Como diretor e produtor, teve a experiência de dirigir o segundo e o quarto espetáculo da In.Co.Mo.De-Te: “DentroFora” (2009/RS) e “Movimentos sobre Rodas Paradas” (2016/RS), com eles, teve duas indicação aos Prêmios Açorianos de Teatro pela categoria melhor direção.


Além disso, formou-se no CPT de Antunes Filho, realizou cursos com Aderbal Freire Filho, Fernanda Montenegro, Jussara Miranda, Daniela Carmona, Kazuo Ohno, Renato Borghi, Thomas Leabhart, Zé Adão Barbosa, e etc.


Nara Lucia Maia – Licenciada em Desenho e Plástica (1993) e Artes Cênicas (1996) pela Universidade Federal de Santa Maria – UFSM, e pós-graduada em Arquitetura e Cenografia (2015) pelo Centro Universitário Ritter dos Reis – UNIRITTER. Artista plástica, iluminadora, diretora e produtora. Iluminadora de inúmeros espetáculos teatrais, encenações e eventos de Porto Alegre, São Paulo e cidades do Rio Grande do Sul, como: “A mulher do Padeiro” e “Mamãe foi pro Alaska”, direção de Ramiro Silveira; “O Menino Que Aprendeu Cedo de Mais”, “Ari Areia” e “Lágrimas Amargas de Petra Von Kant”, direção Airton Oliveira; “Hotel Fuck”, direção de Jezebel De Carli; “Re-sintos”, direção de Jussara Miranda; “A Dócil”, com direção de Nair D´Agostin. Em São Paulo, participou do Núcleo de Iluminação da Companhia do Latão em “Ensaio Sobre o Latão” e “Santa Joana dos Matadouros”, direção de Sergio Carvalho.


Diretora e iluminadora de espetáculos musicais e encenações como: “Nativitaten”, “Árvore Cantante” e “Natal Campeiro” do Natal Luz de Gramado 2010/2011; “Ópera do Vinho” de Bento Gonçalves 2009; “Natal no Morro” de Arvorezinha, de 2006 a 2011; “Luzes no Pampa” de Bagé, 2012; “Natal Encantado” da Quarta Colônia 2014.


#designcenico #cenografia #iluminacao #figurinos

849 visualizações

CASA DE TEATRO DE PORTO ALEGRE

(51) 99255.8175 - whatsapp

(51) 98928.2675 - administrativo

contato@casadeteatropoa.com.br 

Av. Cristóvão Colombo, 400

Porto Alegre/RS - CEP 90560-002

  • facebook_logo_png_transparent_background
  • Instagram-Icon
  • Twitter ícone social
  • YouTube ícone social
logoCasa_branco.png